Guia do Estomizado
                   

Guia do Estomizado

7 Tipos de Urostomias

7.1 Urostomia convencional ou construída com conduto ileal
7.1.1 Indicações
7.1.2 Dejeto
7.1.3 Cuidado
7.2 Urostomias Continentes
7.2.1 Bolsa de Kock
7.2.2 Neo-bexiga ileal
7.2.3 Procedimento de Mitrofanoff
7.2.4 Bolsa de Indiana

7.1 Urostomia convencional ou construída com conduto ileal

urostomia convencional

Para criar um conduto ileal, faz-se a excisão de um segmento do intestino delgado (comprimento entre 15,2 cm e 20,3 cm) perto da entrada do intestino grosso. O íleo é reconectado. Os uréteres são destacados da bexiga e implantados no segmento ileal. A bexiga pode ser removida ou não. O fim distal do segmento ileal é trazido através da parede abdominal e um estoma é formado no abdômen. O fim proximal do segmento ileal é fechado com uma sutura. Essa cirurgia é permanente. A urina não é controlada e exigirá o uso de uma bolsa coletora ligada ao abdômen ininterruptamente. O intestino delgado produz muco naturalmente. O segmento do intestino que foi usado para formar o conduto ileal continuará a produzir muco e o resultado será recolhido na bolsa.

7.1.1 Indicações:

• Câncer da bexiga
• Disfunção neurológica
• Defeitos de nascença
• Inflamação crônica da bexiga

7.1.2 Dejeto:

• Urina
• Muco
• Drenagem contínua

7.1.3 Cuidado:

• Proteção para a pele
• Bolsa drenável com válvula
• Adaptação à drenagem noturna

7.2 Urostomias Continentes

7.2.1 Bolsa de Kock

Bolsa de Kock

Bolsa, válvulas e passagem são feitas com a porção final do íleo.

7.2.2 Neo-bexiga ileal

Neo-bexiga ileal

A bolsa é feita com o intestino delgado (íleo) e a passagem é a uretra (não há estoma).

7.2.3 Procedimento de Mitrofanoff

Procedimento de Mitrofanoff

A bolsa é feita com a bexiga (intestino grosso, delgado ou uma combinação deles). A passagem é feita com o apêndice (trompa uterina ou segmento da uretra).

7.2.4 Bolsa de Indiana

Bolsa de Indiana

A bolsa é feita com o intestino grosso (cólon ascendente). Uma válvula íleo-cecal natural é usada como saída da válvula feita com a região terminal do íleo.

Voltar à Apresentação

                   
imagem fegest