Novidades

Atividades da FEGEST em 13/03/2017

11h - Visita ao Almoxarifado Geral do Estado

Com a presença de diretores da FEGEST (Alice Costa Annes - Conselho Fiscal, Adelino Leovegildo Costa - 2º. Secretário e Izaac Fernandes - Presidente), visitamos no dia de hoje o Almoxarifado Geral do Estado do RS, sendo atendidos pela Sra. Yara (Supervisora), Sr. Daniel (Almoxarifado) e Sr. Cléber (Administrativo). Depois da identificação, fomos introduzidos ao setor do depósito de matérias e tivemos todas as informações que solicitamos de forma tranquila e clara. Constatou-se que no depósito praticamente não há mais estoques. Com base nos documentos apresentados, foi constatado que não existem no depósito itens de extrema importância para o dia a dia do estomizados. Itens faltantes confirmados pelo Sr. Danilo (Almoxarifado): 1 - 4 - 12 - 15 - 20 - 24 - 25 - 27 - 31 - 34 - 39 - 41 - 42 - 43 - 44 - 45 - 68. Chamaram a nossa atenção a clareza e a firmeza do Sr. Daniel demostrando experiência e grande conhecimento do setor, pois falou sempre com convicção. Perguntado, disse que desde o meio do ano passado não houve compra, a não ser uma compra muito pequena em novembro/2016. Ao fim, recebemos um relatório que demostra o que foi visto e conversando, isto é, um pequeno estoque de alguns itens que não atendem as necessidades dos usuários.

11h30min - Visita ao Departamento de Assistência Hospitalar e Ambulatorial da Secretaria de Estado de Saúde - DAHA-SES/RS

Com a presença dos mesmos diretores, conversamos no Setor de Atendimento ao Público com a Sra. Cristina, profissional que assumiu a coordenação do programa no DAHA-SES. Disse a Sra. Cristina que não estava presente no momento a Sra. Ana Luísa, que vem atuando há mais tempo no programa, e que seria a FEGEST noticiada da atual situação das bolsas coletoras. Disse que houve uma mudança no programa e agora as bolsas seriam compradas mensalmente pelo programa e tinha conhecimento das nossas reivindicações e que foi deliberada a compra mensal pela Secretaria de Saúde. Perguntada sobre as mudanças (e que a FEGEST não teve conhecimento e certamente os membros da Câmara Técnica que estão com dificuldades nas suas regiões também não tiveram conhecimento das mudanças), disse a Sra. Cristina não ter conhecimento da origem da autorização das mudanças, mas certamente foi da Secretaria de Saúde. Disse que também estão encaminhado a nova composição da Câmara Técnica, que logicamente conta com participação da FEGEST, tendo como motivo o esgotamento do prazo do atual Decreto. Pediu tempo para marcar uma agenda com o Secretário-Adjunto de Saúde para o dia 23/03/2017, dizendo que esta é a data mais próxima em razão de compromissos do Secretário na capital federal. Perguntada, disse que tem um processo de compra encaminhado e que pedirá para a Sra. Ana Luísa passar por e-mail para a FEGEST mais detalhes da compra. O Presidente da FEGEST disse que tinha conhecimento que o Estado não efetuou compras desde o meio do ano passado, exceto uma pequena compra em novembro/2016, que seria em torno de um terço das necessidades dos usuários, e relatou ter recebido essa informação pouco tempo antes, naquele mesmo dia, em visita ao Almoxarifado Central, dizendo ainda que alertara a Secretaria sobre a possibilidade dessa situação reiteradas vezes no curso de 2016.

12h30min - Visita ao Gabinete do Secretário de Estado de Saúde, Dr. João Gabbardo dos Reis

Com a presença dos mesmos diretores da FEGEST, embora sem agenda fomos atendidos pela assessora de Gabinete do Secretário, Sra. Rosângela, que de forma muito amável conversou conosco por mais de 30 minutos. Informamos que pedimos uma agenda com o Sr. Secretário há dias e ainda estávamos sem resposta. Disse a Sra. Rosangela das dificuldades de agenda do Sr. Secretário, mas nosso assunto já estaria a cargo do Sr. Secretário Adjunto. Depois de repassarmos todas as informações da atual situação (cópia de documentos comprovando), a Sra. Rosângela prontamente manifestou surpresa e nos solicitou a possibilidade de falarmos ainda no mesmo dia, às 14h, com o Dr. Rogério Sale Silva (Diretor do DAHA), que está encarregado da coordenação das compras e que nos daria todas as informações técnicas. Concordamos em retornar às 14h. Afirmamos que a FEGEST reiteradamente tinha afirmado ao Programa de Atenção aos Estomizados que tal situação poderia ocorrer e que tem vários documentos alertando há tempo essa situação de desabastecimento.

14h - Visita ao Dr. Rogério Sale Silva (Diretor Adjunto do DAHA - SES/RS)

Com a presença do Diretor da FEGEST, Sr. Adelino, em razão de compromissos particulares previamente agendados a diretora Alice Costa Annes não pôde se fazer presente. Pontualmente no horário marcado, fomos atendidos no Gabinete do Diretor Rogério, que, depois de ouvir o relato da diretoria da entidade por mais de 30 minutos, afirmou que as compras de bolsas coletoras serão efetuadas pela Secretaria. Disse que por sugestão do Fundo do Estado as compras seriam mensais, explicando que isso diminuiria o custo na ponta para o pagamento. Disse que o programa não lhe havia informado sobre a atual situação, mas já estava em mãos com as informações sobre os itens faltantes no programa, que foram fornecidos pela FEGEST. A FEGEST deixou claro ao Diretor o que está ocorrendo e que no dia a dia tem se agravado, pois a falta dos equipamentos nos pólos traz situações graves ao paciente e provoca situações delicadas aos profissionais e atendentes no Estado. O Dr. Rogério demostrou preocupação com a atual situação de desabastecimento, disse que vai se reunir com o pessoal do Programa para aprofundar internamente a situação de encaminhar uma solução. Referiu-se sobre o TAC que o Estado assinou em 2016 e que deve ser cumprido. O presidente da FEGEST disse que se a situação fosse resolvida a contento para as partes, a agenda no Ministério Público poderia ser resolvida. Disse ainda que via com preocupação a compra mensal porque, ventilada noutra oportunidade essa solução, ela não foi efetivada pors problemas à época apontados, o que certamente trará transtornos maiores ao abastecimento. O Dr. Rogério disse que naquele momento estariam atendendo um pedido do Fundo do Estado no prazo de compra das bolsas. O Presidente da FEGEST falou sobre a descontinuidade das reuniões da Câmara Técnica do Estado (a primeira país, reconhecida pelo Ministério da Saúde) e passou a discorrer sobre os avanços conseguidos nesse período, entre os quais citou o Cadastro dos mais de nove mil estomizados no sistema de Gerenciamento de Usuários com Deficiência - GUD do estado, onde agora se sebe que é uro, íleo e colostomia, com ganhos na compra dos insumos. Disse sobre o programa de reconstituição das estomias benignas (o primeiro no país), da qualificação de profissionais etc., dando conhecimento da participação da FEGEST no controle social. Em resposta, afirmou o Dr. Rogério que estão refazendo o Decreto da Câmara Técnica por ter se esgotado o prazo. Também disse que estão com dificuldade de cumprir o Decreto por falta de representante da SES/RS. O Presidente da FEGEST perguntou se poderia dizer aos estomizados do Estado que a compra das bolsas coletoras estava se realizando. O Dr. Rogério nos pediu tempo para conversar com os membros do Programa e com o Secretário-Adjunto de Saúde e através do Programa nos informaria por e-mail. Passou-nos então o seu cartão de visita e disse que estava a disposição e encaminharia uma solução a curto prazo. Nada mais.

 

                   
imagem fegest